. .
Pilotos e comissários prometem parar amanhã


Sem nova proposta por parte das companhias aéreas em relação ao pedido de reajuste durante reunião realizada ontem, aeronautas anunciam que iniciarão greve amanhã. Em outro encontro, o ministro da Secretaria de aviação Civil, Moreira Franco, recebeu representantes dos trabalhadores do setor para intermediar uma solução com as empresas.

– Vamos ter na sexta-feira um recorde de passageiros por dia. Mais de 350 mil passageiros estarão viajando para passar as festas com as famílias, então é importante que não tenha nenhum conflito – disse o ministro.

O Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) assegura o cumprimento da legislação quanto à disponibilização de 20% do efetivo da categoria nos aeroportos durante o período de greve. A paralisação está prevista para começar às 6h de amanhã.

Os aeronautas pedem reajuste de 8%, além de avanços sociais. As companhias, alegando dificuldades financeiras, oferecem 5,6%. Segundo o presidente do SNA, Marcelo Ceriotti, a proposta das empresas não representa ganho real para a categoria.

Para o vice-presidente do sindicato, José Adriano Castanho, o maior impasse está na discussão das cláusulas sociais, especialmente sobre o aproveitamento das horas disponíveis dos aeronautas e as condições em que ficam nos aeroportos.

De acordo com o advogado que representa as companhias do Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (Snea), Odilon Junqueira, já foram fechados acordos regionais com parte dos sindicatos de aeroviários, trabalhadores de solo dos aeroportos em São Paulo, Belo Horizonte e Rio.

Em 2012, os sindicatos programaram paralisação, mas cancelaram por determinação da Justiça para que 90% dos serviços fossem mantidos.

via notimp







Como conheceu nosso site?






Consulta METAR / TAF
METAR (ex: SBSP)

TAF (ex: SBSP)

SIGMET - WO - SPECI